O que é Coliving? E qual a diferença de uma moradia compartilhada?

O coliving, ou communal living house (moradias comunitárias), nada mais é do que o compartilhamento de uma residência por vários moradores. Mas não é isso que acontece há muito tempo? Mais ou menos... a questão é que a dinâmica de movimentação e estilo de vida das pessoas mudaram, fazendo do coliving uma reinvenção das moradias compartilhadas.

O Que é Coliving - Entenda o que significa

A quantidade de casas coliving dobrou desde a década de 80, e alguns fatores-chave foram responsáveis por este crescimento. Por exemplo, a globalização e as oportunidades de trabalho fazem com que diversas pessoas mudem de cidade ou até mesmo de país.


Algumas empresas, como o Facebook, mantém um coliving para recepcionar os recentes contratados da empresa, o que favorece a interação entre os funcionários enquanto procuram por uma moradia definitiva para se estabelecerem.

Adicionalmente, os salários estão estagnados, e o aluguel e despesas continuam subindo de valor. Ainda, as cidades têm ficado cada vez mais caras. Somados, estes elementos corroboram a ideia do coliving, pois é possível dividir gastos com outras pessoas, gerando economia ou satisfazendo a condição financeira existente.


Conheça o funcionamento de uma Coliving


Além do fator financeiro, há diversos outros benefícios de morar em uma casa compartilhada. O coliving proporciona ter contato com pessoas das mais diferentes cidades e nacionalidades, e ainda promove tanto a interação em grupo como estimula o respeito com o próximo. Muitos consideram o coliving como uma verdadeira família, afinal de contas, todos dividem e partilham a confiança e as responsabilidade dentro da casa.

As casas coliving foram idealizadas para serem auto suficientes, onde os diferentes moradores são responsáveis por tarefas distintas dentro da casa. Um coliving funciona similarmente às casas comuns, porém com algumas conformações e regras especiais.

Normalmente, os moradores dormem em quartos individuais ou divididos com no máximo outro membro. Todos os outros cômodos da casa são comunitários. Cozinha, banheiros, garagem, quintal e lavanderia, entre outros. Tudo!

O modelo de coliving despertou interesse em diversas empresas. Muitas são proprietárias dos imóveis (ou até mesmo um quarteirão inteiro) enquanto outras apenas administram a residência, com foco na solução de eventuais conflitos. Ainda, outras companhias também se encarregam do pagamento das despesas e compras de produtos comuns, como materiais de limpeza.


Origem: quando e onde foi criado o Coliving?


Descrever a origem exata do coliving pode não ser fácil, afinal compartilhar moradias é um comportamento tradicional, de longa data. Contudo, a teoria mais aceita remete aos anos da década de 60 na Dinamarca, onde cerca de 50 famílias aborrecidas pela interação que normalmente tinham em seus ambientes resolveram criar um modelo de comunidade.

Então, em 1967 o projeto Sættedammen foi criado, sendo a comunidade coliving moderna existente mais antiga do mundo. Em meados deste período, há relatos de moradias compartilhadas nos EUA, os quais recebiam trabalhadores provenientes de diferentes cidades do país. Oficialmente, a Muir Commons, construída em 1991 na Califórnia, é considerada a primeira coliving desenvolvida nos EUA.

Portanto, o coliving, assim como diversos outros modelos nas mais variadas áreas, se atualizam conforme o mundo evolui. Ficou interessado em experimentar uma destas moradias? Busque uma oportunidade e vivencie a experiência de compartilhar uma residência com pessoas das mais variadas origens. Explore suas interações!



Receba novidades
Gostou do Tutorial? Informe seu e-mail e receba todas as dicas e tutoriais de tecnologia.

Nenhum comentário

...

...